Teatro reunido (2000-2010)

Carlos Alberto Machado

Juntam-se aqui 13 peças de diferentes matizes. Algumas delas foram encenadas, quer pelo próprio autor (Aquitanta e Restos. Interiores), quer por companhias profissionais e agrupamentos de amadores: Teatro o bando, Companhia de Teatro de Almada, CITAC ou Passagem de Nível, entre outros.

 

Excerto

Sei de mais todas as tuas palavras. Tenho o corpo cheio das tuas palavras. Durante meses encheram os meus dias e agora não sei o que fazer com elas. E também não sei se quero guardá-las, adormecidas. Nunca tinha conhecido um corpo cheio de palavras. Só conhecia palavras esvaziadas de corpo, de corpos. A implorarem o corpo que não tinham. Ficção.
São coisas a mais de ti. E não sei para que me servem agora. Já disse. Nunca soube. Nunca soube o que fazer com tudo o que me davas. Deste-me tudo, cada coisa, cada momento, como se cada coisa e cada momento fossem os pilares do mundo. Do meu e do teu mundo que ainda eram dois e que tu querias que fosse um só. E eu? Não sei. Nunca soube, não é? Às vezes contigo parecia que tinha mãos a mais, corpo a mais, noite a mais. Tudo demasiado gordo como num pesadelo. Acordada. Ou talvez não.

[de Aquitanta]

 

Nota de leitura

Uma maneira subtil de jogar com as expectativas do leitor atravessa toda a obra dramática do drama-turgo. São recorrentes os títulos e os ambientes em que se situa a acção num local ou num universo pre-ciso, para em seguida, se abrir uma janela para um outro – surpreendente – universo de referências. O dramaturgo Carlos Alberto Machado surge assim, recorrentemente, como um demiurgo que orquestra o mundo e as regras para habitar esse mundo a seu bel-prazer. O que propõe é que se estabeleça, entre o leitor/espectador e o texto/encenação (virtual ou concretizada) um jogo entre aquilo que se conhece do mundo e aquilo que surge figurado.
[Rui Pina Coelho]

 

Ficha Técnica

ISBN: 978-989-8592-54-5

Dimensões: 14×22

Nº páginas: 384

Ano: 2014

Nº Edição: 47

Género: Teatro

PVP: 17 €

Press-kit

Download Pdf

Autor