O Passado É uma Espécie de Futuro

Simão dos Reis

O mesmo narrador que se propõe guiar a audiência avisa-a que tomou as devidas precauções para não ser interrompido. Lamenta a posição desconfortável em que a coloca, mas trata-a como uma testemunha amordaçada e indefesa, “amarrada de pés e mãos e dependurado de cabeça para baixo”. Uma mulher promete erguer uma ermida se conseguir casar a afilhada, mas, uma vez desaparecido o noivo, dissipa-se o motivo da promessa. Um homem cavalga a sós com os seus pensamentos, sem conseguir decidir o que separa a memória da experiência vívida do real. Os contos reunidos por Simão dos Reis neste novo título deixam aberto um panorama de cruzamentos entre realidade e sonho, história e mito, subterrâneo e superfície, como dimensões que se prolongam e continuam entre si. A literatura, essa “geografia de tecido excessivamente hostil”, é a personagem omnipresente destas digressões narrativas, transportando o leitor de sala em sala e de sonho em sonho. Autores, narradores e leitores são, num mesmo passo, velhos conhecidos e velhos adversários: partilham um mesmo lugar espectral que se bifurca, enquanto se digladiam, em busca da “verdadeira vida”, e, se não se resignam em cercar-lhe um significado, tampouco se podem deixar vencer pelas relações de aparente causalidade com que os eventos do quotidiano os tentam iludir.

 

Nas Livrarias: segunda semana de Junho de 2022.

Excerto

«E o sonho levou-me a outros sonhos, que me transportaram por salas austeras e desconhecidas, mortiçamente iluminadas por velas, onde estranhas figuras longilíneas jaziam dependuradas dos tectos, assemelhando-se no escuro a místicos cavalheiros de negro, pintados por Greco, que ascendessem ao céu martirizados e punindo-se, na sua derradeira viagem, por pecados agora inconcebíveis para nós.»

Nota de leitura

Ficha Técnica

ISBN: 978-989-9007-76-5

Colecção: azulcobalto 

Dimensões: 13×18cm

Nº páginas: 144

Ano: 2022| Maio

Nº edição: 264

azulcobalto # 110

Género: ficções

PVP: 16,50 €

Autor