Imagens

Luísa Freire

Selecção e prefácio de Ricardo Marques

 

«(…) Direi agora em conclusão: os livros de Luísa foram-se acumulando e coube-me a mim a grata tarefa de os seleccionar. O privilégio desta minha tarefa derivou então neste livro, que não será somente um florilégio, as melhores flores, mas uma perspectiva pessoal sobre aquilo que ainda ninguém leu. Da sua obra inédita, composta de 26 livros autónomos e de mais de 1000 poemas, ficou de fora o primeiro, Caderno A4, que se compõe de um todo dramático a que, a meu ver, não se podem suprimir partes.

Dez anos de inéditos depois, a poesia de Luísa Freire pode agora ecoar em silêncio, som inaudível em que não se sintonizam estes tempos, mas onde qualquer um se pode ler a si: «Chamo-te no silêncio, minha voz habitual./ Quem me ouvirá por ti?», um espelho modificado — que espelho não modifica o espelhado? — das célebres elegias de Rilke, escritas há cem anos.»

 

Venda directa: desconto de 10% (preço com desconto: 14,85 €), portes gratuitos em correio simples; em correio registado (aconselhável): acresce 1,75 € (encomendas para o e-mail: companhiadasilhas.lda@gmail.com).

Excerto

Nas escarpas do frio,
no trilho de uma insónia
o tempo desgasta a carne
e o medo vigia os ossos.

Como será o caminho para casa?

Nota de leitura

Ficha Técnica

ISBN: 978-989-9007-63-5

Dimensões: 13x18cm

Nº páginas: 192

Ano: 2022 | Janeiro

Edição: # 251

Género: Poesia

Colecção: azulcobalto # 103

PVP: 16,50 €

Autor