Três actos para um blue

Marcela Costa

Três Actos para Um Blue reúne três peças da Trilogia do jazz, de Marcela Costa: Stormy weather, Summertime e September song, todas baseadas nas próprias composições que evocam, mas cada qual inserida no seu universo particular. A última (September song – A canção de Setembro) foi recentemente levada à cena pelo Teatro dos Aloés.

 

 

Excerto

EURÍDICE Ai! Cuidado!

ALCINO Desculpa. Preferias sentar-te na cadeira de baloiço? Desculpa.

EURÍDICE Entrar em casa com a noiva ao colo? Saíste-te bem melhor da primeira vez (Olha em redor). O quarto também era bem diferente. (Irónica) Eis uma verdadeira pérola de decoração de interiores!

ALCINO Desculpa. O aluguer é barato.

Pausa.

EURÍDICE Dizem que os relâmpagos nunca acertam duas vezes no mesmo lugar. É verdade?

ALCINO (Começa a desempacotar os caixotes) Negativo. Está sempre a acontecer.

EURÍDICE (Senta-se na cama) Ninguém é apanhado num atentado à bomba duas vezes!

ALCINO Negativo.

EURÍDICE Foi por acreditares nisso que deixámos o nosso apartamento?

ALCINO (Continua a desempacotar) Afirmativo. Aquele bairro está em estado de emergência.

EURÍDICE O nosso apartamento… Todo decorado por mim…
O meu melhor projecto, abandonado. Um projecto premiado! Quando voltamos para lá?

ALCINO Quando for seguro.

EURÍDICE As coisas entretanto acalmaram… Será que amanhã…

ALCINO (Interrompe-a) Negativo! Negativo!

Irritada, ela levanta-se. Sacode Alcino, que se mantém imperturbável.

EURÍDICE Pára-de-falar-como-se-fosses-uma-torre-de-controlo!

Jack dá uma gargalhada. Tira do bolso das calças tabaco de enrolar. Depois de pronto, acende-o. Solta baforadas com prazer.

ALCINO (Abraça-a longamente. Pausa) Desculpa. As dores de cabeça voltaram. Sabes dos meus comprimidos?

Eurídice sai da cama, com dificuldade. Abre um caixote onde se lê “Super-Alcino”, retira um frasco. Entrega-o a Alcino que engole todo o seu conteúdo de uma só vez. Ela aproveita para também retirar um fato que se vê ser de Super-herói. No peito, as letras SA (Super-Alcino). Encosta o fato ao corpo de Alcino.

EURÍDICE Voamos esta noite, Alcino? Leva-me a Times Square. Quero voltar a ter aquela sensação… Ver as luzes coloridas como flores brilhando no asfalto.

ALCINO Negativo. Até novas ordens, acabaram-se os voos.

EURÍDICE Só desta vez…

ALCINO Negativo.

EURÍDICE (De novo irritada) Não faz sentido. As bombas rebentaram, surgiste no meio das chamas e voámos os dois para longe daquele inferno. Aliás, tu voaste!

ALCINO (Tom nervoso) Afirmativo. Éramos apenas dois. Deixei lá ficar os outros, na cobertura daquele prédio.

EURÍDICE A culpa não foi tua. Éramos dezenas…

ALCINO (Tom ainda mais nervoso) Afirmativo. Dezenas! Dezenas!

[de: “SEPTEMBER SONG  / A CANÇÃO DE SETEMBRO”]

 

Nota de leitura

Ficha Técnica

ISBN: 978-989-8828-20-0

Dimensões: 14x22cm

Nº páginas: 96

Ano: 2017 | Março

Edição: # 103

Género: Teatro

Colecção: azulcobalto | teatro # 019

PVP: 12,00 €

Press-kit

Autor