Cântico do Estuário

Ricardo Pérez Piñero

Dividido em oito “bairros” desiguais, Cântico do Estuário é uma mescla de delírios e velhos fotogramas, baralhados por um homem que regressa em saudade à cidade de Lisboa.

Edição bilingue (castelhano/português).

Versão portuguesa de Nuno Dempster.

Excerto

Casa do Alentejo
Sonhávamos o mar entre trigais,
o trilho amarelo
que nos levara a casa,
mãe lenço negro,
e toda aquela luz
abrasando a tarde sem janelas
no manto azul do céu imaculado.
A água do açude
murmurava canções.
É grande a alegria dos pobres.
Pouco bastava:
um pão, o vinho forte,
e então a distância,
as pás eólicas nas colinas
e o comboio que voltaria
carregado de lágrimas.
a cidade, a partir do rio
onde arde a água às cegas,
acendia a lua
branca como a noite sobre os girassóis.

Nota de leitura

Ficha Técnica

ISBN: 978-989-8828-29-3

Dimensões: 14×22cm

Nº páginas: 118

Ano: 2017 | Outubro

Nº Edição: 118

Colecção: transeatlântico # 026

Género: Poesia

PVP: 12 €

Press-kit

Autor