A terra e o mar. Crónicas do meu sentir

Ermelindo Ávila

A Terra e o Mar. Crónicas do Meu Sentir vem na sequência de obras suas como Figuras & Factos (1993 e 2005) e Crónicas da Minha Ilha (1995 e 2002). «São crónicas escritas com prazer e entusiasmo, com o espírito de missão de quem sabe que o desenvolvimento dos povos é feito de avanços e recuos e, sobretudo, com valentia e persistência.» (José Gabriel Ávila

 

 

Excerto

O Castelete é sobretudo a sentinela avançada que protege a vila das Lajes das tempestades marítimas e, por outro lado, empresta beleza panorâmica ao burgo.

A vila das Lajes e toda a secular freguesia da SS.ma Trindade (especialmente Ribeira do Meio, Almagreira, Silveira e Soldão) está encastoada entre aquela elevação a Sul e a grandiosa Montanha a Norte. A Leste fica-lhe a montanha do Topo, a maior elevação da primeira Ilha.

Só as nuvens, no Inverno, nos privam do gozo diário deste amplo ambiente. Todavia, poucos reparam nesta beleza panorâmica que nos rodeia. No entanto, para nós que na vila habitamos, é um regalo contemplar, principalmente em dias de Primavera e Verão, estes acidentes geográficos que a natureza nos oferece. E isso nos basta para amenizar o nosso secular isolamento, cada vez mais acentuado…

Hoje, o Castelete está a tornar-se uma mata vicejante e somente serve, como acidente panorâmico para regalo daqueles que, de perto ou de longe o descobrem.

Permanece quase como “nasceu” talvez em resultado das erupções vulcânicas que formaram a ilha. A menos, um pequeno pico que já desapareceu com as contínuas tempestades marítimas.

Nota de leitura

Ficha Técnica

ISBN: 978-989-8592-87-3

Dimensões: 14×22

Nº páginas: 152

Ano: 2015

Nº Edição: 060

Colecção Terra Açoriana 004 | Série Especial 003

Género: Crónicas (Açores)

PVP: 14 €

Press-kit

Download Pdf

Autor