Luiz Fagundes Duarte

Serreta, Angra do Heroísmo, 1954.
É Professor da Universidade Nova de Lisboa. Filólogo, colaborou no projecto de edição crítica da obra de Eça de Queiroz, fez parte da Equipa Pessoa, dirigiu o projecto de estudo e edição do espólio de José Régio, reeditou a poesia de Vitorino Nemésio (Caderno de Caligraphia e Outros Poemas a Marga, Poesia 1916-1940, Poesia 1950-1959, e Poesia 1963-1976) e de Antero de Quental (Edição Crítica da Poesia de Antero de Quental), e dirigiu dezenas de dissertações de mestrado e de doutoramento em Portugal, Brasil e Espanha. Deu cursos e seminários por várias universidades e países sobre matérias de Filologia e Crítica Textual, e tem mais de uma centena de artigos científicos em livros e revistas de especialidade. Publicou mais de mil crónicas em jornais e revistas, além de livros de biografia (David de Almeida fecit), ficção (Histórias d’Assombração) e crónicas (As Fogueiras do Mar), e fez crítica literária em jornais e revistas.
Foi Director Regional da Cultura e Secretário Regional da Educação, Ciência e Cultura no Governo Regional dos Açores, e Deputado à Assembleia da República, tendo sido, nessa qualidade, presidente da Comissão Parlamentar de Educação e Ciência, vogal do Conselho Nacional de Educação, e membro da Comissão de Ciência e Tecnologia da Assembleia Parlamentar da NATO.

Na Companhia das Ilhas