José Viale Moutinho

Funchal, 1945.

Poeta, ficcionista, dramaturgo e investigador sobre Camilo, Epistolografia, Guerra Civil de Espanha, Campos de Extermínio Nazis e Literatura Tradicional.

Numerosos galardões, entre os quais o Grande Prémio do Conto Camilo Castelo Branco, o Prémio Rosalia de Castro, do Pen Clube Galego, o Pedrón de Honra e uma menção honrosa no Prémio Grémio Literário (Estudos sobre o Século XIX).

Em 2004 recolheu os seus poemas em Sombra de Cavaleiro Andante (1975 – 2003), tendo posteriormente publicado Ocasos de iluminação variável (Premio Edmundo Bettencourt) e São coisas tais efeitos só do acaso? (2009).

Últimos livros de ficção: A Batalha de Covões (novela, 2017), Quatro manhãs de nevoeiro (romance, 2017) e Monstruosidades do Tempo do Infortúnio (contos, 2016).

Tem obras publicadas no Brasil, na antiga URSS, na Alemanha, Hungria, Estado Espanhol (em castelhano, galego, catalão e asturiano) e na Áustria.

É membro da Direcção do PEN Clube Português.

Na Companhia das Ilhas