Bianca M.

Nasceu no Brasil e renasceu nos Açores. Radicada na Terceira desde 2007, tem-se dedicado a inventar pequenas pessoas, pequenas histórias e alguns sabores, porque leva a sério o verso que diz que poesia é para comer.

 

Na Companhia das Ilhas